marketing conversacional

Qualquer pessoa que já tenha trocado mensagens com uma marca ou empresa em uma interface de chat já teve contato com o marketing conversacional.

Ao entrar em contato com essas entidades e ficar em dúvida se se tratava de uma pessoa ou um chatbot, mostra-se um marketing conversacional muito bem-feito.

Em tempos que buscamos equilibrar o toque humano nas interações digitais com a necessidade de otimização de tempo, o uso de chatbots se dissemina entre os mais variados negócios.

Para entender o marketing conversacional, seus elementos, canais, tendências e estratégias, bem como seus benefícios, leia este artigo até o fim.

O que é marketing conversacional?

Trata-se de uma estratégia usada por empresas que querem diminuir seu ciclo de venda, aprender mais sobre seus clientes e criar uma experiência de compra mais personalizada e humana.

São utilizadas ferramentas inteligentes que possibilitam uma comunicação direta e imediata, de forma que os leads podem se engajar com você na hora que eles quiserem, sem precisar esperar por um retorno da sua empresa de chapa de aço.

A relação entre marketing conversacional e tecnologia

O propósito do marketing conversacional é ótimo, mas um aspecto o torna inviável no contexto digital: a dificuldade de escalar os atendimentos.

Se fosse necessário deixar uma pessoa disponível para responder todas as dúvidas das pessoas que veem o seu site, certamente seria preciso uma grande equipe.

Então, o desafio das empresas é escalar as interações, ao mesmo tempo que as torna personalizadas e engajadoras.

Pode até parecer uma contradição, mas é sobre isso que estamos falando ao tratar de marketing conversacional.

Utilizando as tecnologias certas, como chatbots com inteligência artificial, é possível oferecer experiências aos usuários que são únicas e no momento certo para seus leads.

O chatbot de uma empresa de anel de borracha para vedação consegue atender 2 ou mais clientes ao mesmo tempo, o dia inteiro e o ano inteiro, sem inflar a folha de recursos humanos nem gerar passivos trabalhistas.

Elementos do marketing conversacional

O diálogo com seus leads é a base do marketing conversacional, mas é preciso contar com elementos que privilegiam a experiência e a obtenção de informações, como os elementos pontuados a seguir.

Melhor uso do tempo

Tenha em mente que suas ferramentas estarão disponíveis 24 horas por dia e 7 dias por semana, conseguindo fazer atendimentos simultâneos.

O marketing conversacional proporciona a otimização do tempo tanto para empresas quanto para seus clientes.

São muitos os dados e informações que podem afetar o diálogo com um cliente, e sua análise por um representante da empresa certamente iria demorar muito tempo.

Em contrapartida, para tecnologias com inteligência artificial, esse processo leva apenas alguns segundos.

É justamente seu caráter de tempo real que compõe um grande ingrediente para a experiência do contato com sua empresa de sistema pneumático.

Uma pesquisa da SurveyMonkey e da Salesforce confirma essa teoria ao mostrar que 55% dos entrevistados valorizam muito as respostas instantâneas.

Aguardar respostas que nunca chegam ou preencher formulários é algo frustrante para o cliente, sendo um dos motivos para que eles desistam de negociar.

Personalização dos atendimentos

São milhares de dados para serem analisados que permitem insights certeiros que atendam às necessidades dos leads a ponto de fazê-los avançar em seu processo decisório.

O marketing conversacional faz com que todo o esforço seja direcionado para captar o máximo de informações possíveis, permitindo a personalização do contato, afinal a humanização das interações é um fator estratégico.

Em um contexto de canais digitais geridos por robôs, é necessário usar a personalização para tornar seus contatos mais relevantes e próximos, com a consequente busca pelo engajamento com um de seus fatores.

Nesse sentido, os aplicativos e as redes sociais já dominados pelos clientes são um forte apelo para a aproximação de uma empresa de grupo gerador com seu público.

No marketing conversacional, todos os envolvidos falam a mesma língua e têm o hábito de compartilhar opiniões e posicionamentos.

Principais canais de uso do marketing conversacional

Esse tipo de marketing não se restringe às plataformas e ao ambiente online, embora nele a estratégia possa ser aplicada integralmente. Isso é deduzido facilmente ao observar como o uso de chatbots e das redes sociais se torna cada vez mais expressivo.

Essas estratégias podem ser usadas em lojas físicas, em atendimentos que seguem uma sequência que privilegia a experiência. Mas normalmente essas estratégias são mais efetivas em ambientes online, considerando alguns formatos, como:

  • Sites;
  • Redes sociais;
  • Call centers;
  • Serviços de e-mail.

Ressaltamos aqui que para uma conversa ser relevante para a experiência do cliente, ela deve esclarecer dúvidas, registrar as informações e os feedbacks repassados pelo lead.

Redes sociais

Com sua atuação, as redes sociais podem ser consideradas canais de venda ou de relacionamento para um negócio de régua digital.

Entre suas vantagens está o fato que elas são ambientes nos quais os leads já estão familiarizados com as ferramentas e linguagens.

As redes sociais de seu negócio podem ser gerenciadas por um social media ou por um chatbot, que está disponível de forma intermitente.

Então mesmo que seu lead tenha hábitos diurnos e queira tirar dúvidas sobre produtos gourmet na madrugada, ele será atendido por sua plataforma com todas as respostas desejadas.

Call centers

Em call centers mais modernos é aplicada a Unidade de Resposta Audível (URA) inteligente para realizar atendimentos e interações comerciais de forma totalmente automatizada.

Uma vez que essa tecnologia é capaz de compreender os comandos de voz dos clientes, eles consultam saldos, realizam processos e, quando necessário, direcionam o contato para o atendimento humano, usando sempre a lógica e os princípios de uma conversa humanizada.

Websites, e-commerce e blogs da empresa

Os demais ambientes online gerenciados pela sua empresa são mais específicos do que as redes sociais. Mas isso não significa que suas ferramentas de diálogo sejam difíceis de serem compreendidas.

Primeiramente porque são geridas sob os princípios do marketing, o que permite que o fato de estar em uma fonte de informação sobre os serviços e produtos, gerando um diálogo mais produtivo.

É uma matemática simples, pois se o cliente usa o chat do e-commerce para tirar dúvidas, ele pode estar em um estágio avançado de compra.

Se sua empresa de peças de motores não tiver um canal de atendimento de prontidão, pode fazer com que esse lead desista da compra.

Aplicativos

Os aplicativos são outro palco interessante para o marketing conversacional, afinal as mensagens de texto do tipo SMS já estiveram no topo das inovações quando o assunto era diálogos rápidos com os clientes.

Atualmente, os aplicativos de mensagens instantâneas são os queridinhos, então é preciso criar uma estratégia de marketing conversacional para eles.

Tendências e estratégias para o seu uso

As estratégias voltadas para o marketing conversacional são diversas, e as tendências confirmam sua pluralidade.

Algumas empresas investem em ferramentas, enquanto outras focam na produção de conteúdos otimizados para utilizar soluções já conhecidas pelos seus clientes.

Interfaces amigáveis

Visando diálogos mais naturais e convidativos, as interfaces utilizadas tendem a ser cada vez mais simples e amigáveis.

Escolher as redes sociais preferidas por seus clientes para sediar o primeiro ponto de contato de sua empresa de abraçadeira de nylon e o cliente já é um primeiro passo.

Nesse sentido, é muito importante ir mais além, personalizar e automatizar o processo de forma intuitiva.

Conteúdos ricos e adequados para a persona

Em um ambiente mais convidativo, é preciso que o conteúdo dos diálogos seja igualmente engajador, transmitindo a identidade da empresa.

Aposte em emojis, imagens e GIFs para tornar a conversa mais humana e escolha um bom discurso para aproximar ainda mais o cliente da empresa.

Respostas rápidas

Use formulários de contato para outros fins, pois as conversas com os clientes demandam respostas rápidas.

E os chatbots oferecem isso por eliminarem filas de atendimento. Eles entram em contato com um banco de dados à sua disposição, que permite interações mais efetivas.

Trabalhe sempre no sentido de pensar o que mais pode ser extraído dos chatbots para valorizar a experiência do cliente.

Benefícios para sua estratégia 

A criação de conversas e diálogos engajadores com seus leads é um terreno fértil, que pode trazer uma série de benefícios e vantagens a serem colhidos dessa relação. Podemos destacar as principais vantagens nos seguintes pontos:

  • Geração e nutrição de leads;
  • Auxílio à gestão do relacionamento com o cliente;
  • Escalabilidade de interações personalizadas;
  • Aumento das conversões de vendas;
  • Reputação e autoridade da marca.

Como pode ver, os benefícios para sua empresa de piso para eventos da aplicação do marketing conversacional são diversos.

Considerações finais

O marketing conversacional aproveita uma demanda do mercado por diálogo e atenção, utilizando inovações como chatbots e a inteligência artificial para obter resultados de engajamento e conversão para uma empresa.

Certamente a tendência é que os chatbots sejam cada vez mais explorados por diversos negócios para conciliar a qualidade e a eficiência no atendimento com o relacionamento com o cliente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

FALTA POUCO PARA VOCÊ
ESCALAR AS VENDAS DA SUA EMPRESA...

Preencha corretamente TODOS os campos abaixo, para que possamos realizar um DIAGNÓSTICO e te enviar uma PROPOSTA personalizada.

Após o envio, você será direcionado para agendar uma call para apresentação da proposta e estudo que vamos elaborar…